domingo

Indignados sairam a RUA



Foi a primeira manifestação que consegui marcar presença, digo isto porque ja existiram muitas mais manifestações como a manif geração a rasca que não tive presente mas apoiava e acho que isso é importante...
Ontem cheguei ao Porto eram 15h muitos que seguiam nesse comboio também se dirigiam para a manifestação na Praça da Batalha que começava a ser pequena para tanta gente...Nas escadarias tinha o sistema de som instalado e quase toda a imprensa, o microfone estava a disposição de todos os que quisessem partilhar algo dar a sua ideia contar a sua historia coisa que gostei bastante e tivemos muitos discursos de pessoas revoltadas pessoas com dificuldades algumas pessoas que estiveram presentes no 25 de Abril e não querem acreditar que o 25 de Abril que fizeram hoje em dia não lhes vale de nada porque hoje me dia passam dificuldades...
Uma pergunta que um senhor partilhou ontem :
O Neto Pergunta:Avô foi este o 25 de Abril que tu fizeste?
O protesto seguia para a Avenida dos Aliados em marcha pelas ruas onde se gritavam frases de ordem/revolta como FMI FORA DAQUI /NÃO PAGAMOS/O POVO UNIDO JÁ MAIS SERÁ VENCIDO... mais uma vez montaram o sistema de som na Avenida dos Aliados e continuaram os discurso e a troca de ideias e historias uma delas de uma senhora que é cozinheira numa associação na qual ja atingiram o limite de refeições que podiam oferecer e cada vez tinham mais pedido de pessoas que não tem o que comer coisa que me entristeceu bastante...
Eu gostei da manifestação é algo assim pacifico que apoio e não como chegou a acontecer em outros países, sei que é difícil hoje em dia fazer protestos só com palavras sem ser necessário utilizar violência e provocar desacatos para chegar ao que queremos...

"Não se pode viver assim. Isto não é viver. É nascer, trabalhar e morrer. Não, há que nascer, viver e morrer. E há que lutar agora mesmo. Todos unidos por uma magia e para poder viver com o coração"

2 comentários:

Mónica Monteiro disse...

Gosto do teu cartaz :)
Eu era para ter ido à manif. da geração à rasca, mas por algum motivo não fui :s

Sílvia Maria disse...

Havemos de conseguir dar a volta a tudo isto!